Documentário - O Olho de Horus - Dublado

comentario: breve


Assista: Assistir via Youtube*

*Lista de reprodução do youtube, 10 partes de 40 minutos, dublado.

Baixe: breve*
*


Sinopse:

Mistérios do “Olho de Hórus”, que dirigiu o destino do povo egípcio durante milhares de anos.

A série mostra que os sacerdores egípcios planejaram uma maneira de elevar a consciência de seu povo, construindo, durante milhares de anos, uma série de templos ao longo do rio Nilo. Os utilizavam como “livros vivos” e enciclopédias de conhecimento para transmitir a informação acumulada, e o funcionamento do universo durante muitas gerações para seu povo. Os templos também serviam como pólo para o avanço de sua civilização.


Os antigos sacerdotes estruturaram uma sociedade baseada em 2 conceitos fundamentais: A Reencarnação, como método divíno para que o espírito do homem evolua na aquisição de informações sobre o universo e a Iluminação como passo final de todo este processo. Para os egípicios, o homem vive em um processo evolutivo de 700 reencarnações. As experiências destas vidas transformam um ser instintivo e ignorante e um super-homem, transformam um animal inocente e primitivo em um sábio imortal. Segundo eles, Deus organizou um plano divino baseado na reencarnação para que o homem, ao experimentar em sua própria carne, entenda como funciona o próprio universo.

Descreve algumas pirâmides e seus significados, sao 10 capiítulos ao todo, sendo os principais: 5 e 6 que se referem a pirâmide escalonada construída por Imotep, considerado Hermes.
Essa pirâmide está em Sacara no Egito. Os sacerdotes a consideravam a chave para acelerar a evolução humana, contatar seres de outras dimensões, amplificar o campo do poder mental, permitindo que cheguem a caminhos superiores da realidade que ainda não percebemos, e possível fazer comunicação e receber a informação, utilizam a energia do pensamento, a energia taquiônica que se move mais rapido do que a luz.

A construção da pirâmide era com pedras intercaladas nas quinas e perfeitamente acopladas, sem nenhum vão. Há uma pirâmide do nível do chão para o céu e uma menor dentro dela, e há uma pirâmide invertida, ou seja, do nível do chão para baixo. Tinha o significado de conhecer primeiro o interno e depois o externo. Também tinha o significado de: “assim como é em cima é em baixo”.
Ao redor dessa pirâmide há um muro com fios de outro. No vídeo mostra que moviam pedras gigantes, com um tipo de energia como se faz com o trem do Japão, fazendo as pedras levitavam. Não era magia, era algum tipo de energia.
Num dos vídeos há uma esfinge que existe no Egito, com um corpo com cabeça de leão, servia como referência de tempo, para saber as horas.
O documentário traz muitas informações e seria necessário vê-lo novamente para dar mais detalhes.
Fernando Malkun
1970 Bachiller, Colegio San Jose Barranquilla, Colombia
1976 Arquitecto, Universidad de Los Andes, Bogota, Colombia
2003 Discipulo, Universidad del Amor, Gerardo Schmedling, Bogota, Colombia
www.fernandomalkun.com

Posted by Anônimo |

0 Comentários:

Postar um comentário

seguidores

Translate